A arte negra de Wilson Moreira e Nei Lopes — 30 anos

Vídeos

25.03.11

Em 1980, o álbum A arte negra de Wilson Moreira e Nei Lopes con­ta­va para o mun­do o que mui­ta gen­te boa já sabia: do encon­tro de um ex-agen­te peni­ten­ciá­rio com um ex-advo­ga­do nas­cia uma das par­ce­ri­as mais sofis­ti­ca­das da músi­ca bra­si­lei­ra. Em outu­bro de 2010, ao rece­bê-los para recri­ar estes 14 sam­bas que são his­tó­ria, o IMS ini­ci­ou uma série de reci­tais dedi­ca­dos a gran­des dis­cos, aque­les em que com­po­si­to­res, intér­pre­tes, músi­cos, arran­ja­do­res, pro­du­to­res e reper­tó­rio pare­cem ter nas­ci­do uns para os outros. E assim, como quem não quer nada, vão sina­li­zan­do épo­cas, esti­los e inven­ções. Encontros tão raros quan­to o de Wilson e Nei, goi­a­ba­da cas­cão, em cai­xa. (Bia Paes Leme e Paulo Roberto Pires)

, , ,