Mànya Millen

Cinco vezes IMS Paulista

Mànya Millen

17.07.17

Nada menos do que cinco mostras distintas, entre elas a célebre série Os americanos, do fotógrafo Robert Frank, e a premiada videoinstalação The Clock, de Christian Marclay, vão marcar a inauguração da nova sede do Instituto Moreira Salles em São Paulo, na segunda quinzena de setembro.

O Brasil de Gautherot

Mànya Millen

10.07.17

Marcel Gautherot nasceu num 14 de julho, bem no coração de Paris. Mais francês, impossível. Foi no Brasil, porém, que construiu toda sua trajetória, revelando o país por inteiro. (Mànya Millen)

Servo da linha elegante

Mànya Millen

24.03.17

Cartunista, caricaturista, chargista e ilustrador, J. Carlos botou sua arte a serviço da notícia e da crônica visual em 49 anos de trabalho, quase todos em redações de jornais e revistas. (Mànya Millen)

Manda descer pra ver

Mànya Millen

15.03.17

Marca registrada do carnaval baiano, o afoxé Filhos de Gandhi aparece em pelo menos três acervos do IMS, como neste ensaio em preto e branco de Marcel Gautherot produzido no início de 1960.

Rocinha mais que visível

Mànya Millen

15.03.17

Dizer que as favelas são excluídas economicamente, socialmente, culturalmente e até geograficamente do mapa da cidade é chover no molhado. Nem por isso, contudo, elas se consideram invisíveis, e muitas vêm se dedicando a movimentos de resgate de orgulho e pertencimento. É o caso da Rocinha, maior favela do Rio e considerada a maior do país, que ganha este mês o site Memória Rocinha, fruto de uma parceria entre o IMS e o Museu Sankofa.

Atenção às linhas

Mànya Millen

09.02.17

Ao ingressar no turno noturno do ensino médio no Rio de Janeiro, o adolescente Matias Vaisman decidiu aproveitar os dias livres para fazer cursos de fotografia. Foi aprimorando técnica, escolhendo ângulos de composição e ampliando seu campo de interesse e, recentemente, fotografou a casa e os jardins do IMS na Gávea.

Patrono dos cinco biomas

Mànya Millen

07.02.17

O alemão Carl Friedrich Philipp von Martius voltou para a Europa em 1820, deixando como legado o que ainda hoje é considerado o maior levantamento da flora brasileira.

Cinema como experiência

Mànya Millen

25.01.17

Kleber Mendonça Filho, desde dezembro de 2016 coordenador de cinema do Instituto Moreira Salles, apresenta algumas das novidades e planos para os cinemas do IMS e resume sua responsabilidade em poucas linhas: “O que devemos defender é a própria experiência de se ver um filme numa sala de cinema. E isso defendemos com programação, qualidade técnica e respeito ao espectador”.

Encontro com Dois irmãos

Mànya Millen

09.01.17

Em 2001, Milton Hatoum participou da série O escritor por ele mesmo, promovida pelo IMS. Na ocasião, leu trechos do primeiro livro, Relato de um certo Oriente, vencedor do Jabuti de melhor romance, e também do igualmente premiado Dois irmãos, que chega às telas da TV Globo nesta segunda-feira, dia 9, na minissérie homônima com texto da roteirista Maria Camargo e direção artística de Luiz Fernando Carvalho.

A ousadia literária de 2016

Mànya Millen

26.12.16

Aviso: esta não é uma lista de melhores livros do ano. Listas costumam ser encaradas com desconfiança, e não sem razão. Este também não é um apanhado (quase sempre chatíssimo) do mercado editorial brasileiro em 2016. Este texto não é igualmente uma lista das perdas de grandes personagens do mundo literário, embora elas tenham sido muitas e sentidas. Estas linhas são para ressaltar que 2016 foi o ano em que a literatura galgou um novo patamar, e a ousadia foi referendada justamente pela mais vetusta e pomposa das instituições: a Academia Sueca.