Cartas provincianas

Correio IMS

10.07.17

Gilberto Freyre e Manuel Bandeira (foto) não se conhe­ci­am pes­so­al­men­te quan­do, em 1925, o pri­mei­ro enco­men­dou ao con­ter­râ­neo um poe­ma para o Livro do Nordeste, para o qual pin­ça­va cola­bo­ra­ções. (Elvia Bezerra)