Em 1964: arte e cultura no ano do golpe

Vídeos

26.03.14

O Instituto Moreira Salles está dedi­can­do par­te de sua pro­gra­ma­ção anu­al a dis­cu­tir os 50 anos do gol­pe mili­tar que ins­ta­lou a dita­du­ra no Brasil. O pro­je­to Em 1964 pro­põe uma imer­são nes­te momen­to deci­si­vo para o país, a par­tir do pon­to de vis­ta de artis­tas e inte­lec­tu­ais cujos acer­vos estão sob a guar­da do IMS ou que têm vín­cu­los dire­tos com suas ati­vi­da­des.

A expo­si­ção Em 1964, em car­taz no IMS-RJ até 23/11, faz par­te des­se pro­je­to e per­mi­te ao espec­ta­dor explo­rar os fatos cul­tu­rais do perío­do. A his­tó­ria com agá maiús­cu­lo é aqui con­ta­da por fotó­gra­fos, escri­to­res, músi­cos e cine­as­tas, na con­vic­ção de que o essen­ci­al está mes­mo é nos deta­lhes.

Conheça mais sobre a expo­si­ção no vídeo abai­xo, com comen­tá­ri­os dos cura­do­res, Mariana Newlands e Paulo Roberto Pires. 

MAIS

Em 1964 — duran­te todo o ano, ima­gens, tex­tos de épo­ca e outros espe­ci­al­men­te escri­tos para o site com­ple­ta­rão a expe­ri­ên­cia numa espé­cie de túnel do tem­po para o ano do gol­pe.

Sobre Em 1964 — infor­ma­ções sobre a pro­gra­ma­ção pre­vis­ta.

,