Encontro em Brasília

Cinema

11.08.16

O cur­ta-metra­gem Improvável encon­tro – Frente & ver­so, de Lauro Escorel, sobre os fotó­gra­fos José Medeiros e Thomaz Farkas, foi sele­ci­o­na­do para ser exi­bi­do na noi­te de aber­tu­ra do 49º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, no dia 20 de setem­bro.

Tomando como base foto­gra­fi­as dos mes­tres José Medeiros e Thomaz Farkas, o fil­me nar­ra as tra­je­tó­ri­as de ambos, o desen­ro­lar de sua calo­ro­sa ami­za­de e as influên­ci­as recí­pro­cas. Através do diá­lo­go entre as ima­gens e de depoi­men­tos de fotó­gra­fos con­tem­po­râ­ne­os, o docu­men­tá­rio nos mos­tra a con­tri­bui­ção que os jovens Medeiros e Farkas deram para a con­so­li­da­ção da moder­na foto­gra­fia bra­si­lei­ra, inau­gu­ra­da nas déca­das de 1940 e 1950. As foto­gra­fi­as des­se perío­do deram uma con­tri­bui­ção ines­ti­má­vel para o esta­be­le­ci­men­to de uma nova repre­sen­ta­ção visu­al do Brasil, par­tin­do da ideia de mos­trar o Brasil aos bra­si­lei­ros.

Um dos gran­des acer­tos do cur­ta”, escre­veu o crí­ti­co José Geraldo Couto, “é o de usar como fio con­du­tor nar­ra­ti­vo os depoi­men­tos em pri­mei­ra pes­soa dos pró­pri­os bio­gra­fa­dos (extraí­dos de entre­vis­tas dadas por eles à impren­sa), nas vozes dos tam­bém fotó­gra­fos João Farkas (filho de Thomaz) e Carlos Ebert”.

O cine­ma do Instituto Moreira Salles do Rio de Janeiro está exi­bin­do Improvável encon­tro aos finais de sema­na e feri­a­dos, como par­te da pro­gra­ma­ção rela­ci­o­na­da à expo­si­ção Modernidades foto­grá­fi­cas, 1940–1964, que apre­sen­ta o tra­ba­lho de qua­tro fotó­gra­fos do acer­vo do IMS: além de Farkas e Medeiros, tam­bém estão pre­sen­tes Hans Gunter Flieg e Marcel Gautherot.

brasília 1
MAIS
Improvável encon­tro no IMS-RJ
Informações adi­ci­o­nais e datas e horá­ri­os de exi­bi­ção

Encontro de olha­res
O crí­ti­co de cine­ma José Geraldo Couto escre­ve sobre o cur­ta

Encontros com Avellar
Lauro Escorel fala sobre o incen­ti­vo de José Carlos Avellar ao fil­me

 

, ,