Novo prédio do IMS na Avenida Paulista

Vídeos

20.01.14
Render do projeto e início das obras (crédito da foto: Bruno Fernandes)
Render do projeto e início das obras (crédito da foto: Bruno Fernandes)

Construir um amplo cen­tro cul­tu­ral em São Paulo, com espa­ço sufi­ci­en­te para abri­gar gran­des expo­si­ções, é uma anti­ga aspi­ra­ção do Instituto Moreira Salles. Após a rea­li­za­ção de um con­cur­so arqui­tetô­ni­co em 2011, ven­ci­do pelo escri­tó­rio Andrade Morettin Arquitetos, as obras tive­ram iní­cio em dezem­bro de 2013 em um ter­re­no na ave­ni­da Paulista, entre as ruas Bela Cintra e Consolação. A con­clu­são des­te novo mar­co na arqui­te­tu­ra da ave­ni­da está pre­vis­to para o segun­do semes­tre de 2016.

Além de três anda­res dedi­ca­dos exclu­si­va­men­te a expo­si­ções e de abri­gar a admi­nis­tra­ção do IMS, o pré­dio tam­bém con­ta­rá com uma bibli­o­te­ca e espa­ços para mos­tras de cine­ma, pales­tras, cur­sos e even­tos musi­cais, como os que o ins­ti­tu­to já rea­li­za em seu cen­tro cul­tu­ral do Rio de Janeiro, na Gávea.

Nas pala­vras dos arqui­te­tos Marcelo Morettin e Vinícius Andrade, que expli­cam o pro­je­to em deta­lhes no vídeo abai­xo, o novo museu terá uma rela­ção fran­ca e dire­ta com a cida­de:

Imaginamos um museu aces­sí­vel, que ofe­re­ça um ambi­en­te inter­no tran­qui­lo e aco­lhe­dor, capaz de equi­li­brar a vibra­ção das cal­ça­das com a natu­re­za e a esca­la dos espa­ços muse­o­ló­gi­cos que exi­gem uma qua­li­da­de de luz e uma per­cep­ção do tem­po mui­to espe­ci­ais. Enfim, um museu mar­can­te, que pro­por­ci­o­ne uma expe­ri­ên­cia úni­ca e pes­so­al para o visi­tan­te.

http://www.youtube.com/watch?v=Gvn17Leq4QQ

, , , , , ,