O IMS na Flip 2014

IMS na FLIP

29.07.14

O Instituto Moreira Salles abre as por­tas de sua casa em Paraty nes­ta quin­ta-fei­ra com um con­vi­te à des­co­ber­ta do uni­ver­so de Millôr Fernandes. Desenhos e cita­ções do autor, que é o home­na­ge­a­do da 12a Flip, ocu­pa­rão as pare­des da casa, numa expo­si­ção que ser­ve ain­da como cená­rio para con­ver­sas com dez escri­to­res, que fala­rão sobre os auto­res que mais os mar­ca­ram. Conheça a pro­gra­ma­ção espe­ci­al do IMS na Flip 2014. 

Desenho de Millôr que faz parte da exposição em cartaz na Casa do IMS durante a Flip 2014

A expo­si­ção, con­ce­bi­da pelo desig­ner Daniel Trench,  tem como refe­rên­cia Millôr 100+100: dese­nhos e fra­ses, livro que será lan­ça­do na Flip e é o pri­mei­ro resul­ta­do do tra­ba­lho do IMS sobre o acer­vo pic­tó­ri­co do artis­ta, des­de o ano pas­sa­do sob sua guar­da. O volu­me com­bi­na uma anto­lo­gia de fra­ses, orga­ni­za­da pelo jor­na­lis­ta Sérgio Augusto, com ima­gens esco­lhi­das no acer­vo pelo car­tu­nis­ta Cássio Loredano.

Capa do livro Millôr 100+100: desenhos e frases

Antonio Prata, um dos mais talen­to­sos auto­res de sua gera­ção, é o pri­mei­ro con­vi­da­do, na quin­ta-fei­ra, da série de con­ver­sas em que con­vi­da­dos falam sobre escri­to­res, obras ou per­so­na­gens que os mar­ca­ram. No bate-papo, que como todos os outros esta­rá depois dis­po­ní­vel na Rádio Batuta, Prata fala­rá sobre A lua vem da Ásia, roman­ce cult de Campos de Carvalho. Na sequên­cia, o poe­ta e ator Gregorio Duvivier fala­rá da impor­tân­cia de Albert Camus. E, fechan­do o dia, o chi­le­no Jorge Edwards lem­bra­rá os poe­tas de seu país que foram para ele fun­da­men­tais.

Na sex­ta-fei­ra, as con­ver­sas come­ça­rão com o jor­na­lis­ta Sérgio Augusto evo­can­do A edu­ca­ção sen­ti­men­tal, de Gustave Flaubert, segui­do pelo por­tu­guês Almeida Faria, que lem­bra­rá Grande ser­tão: vere­das e a influên­cia, evi­den­te, de Guimarães Rosa em sua escri­ta. Paulo Mendes da Rocha, ven­ce­dor do Prêmio Pritzker de Arquitetura, vai falar sobre as rela­ções entre sua pro­fis­são e a lite­ra­tu­ra. E às 19h, Graciela Mochkofsky apre­sen­ta­rá ao públi­co bra­si­lei­ro Jacobo Timerman, míti­co jor­na­lis­ta argen­ti­no que foi fun­da­men­tal no enfren­ta­men­to da dita­du­ra mili­tar do país.

Casa do IMS na Flip 2014 (Rua do Comércio, 13 – Centro Histórico, Paraty)

O Othello de Shakespeare é o tema de José Luiz Passos, ven­ce­dor do últi­mo Prêmio Portugal Telecom. Ele vai mos­trar como o per­so­na­gem icô­ni­co do ciú­me está no pro­ces­so de cri­a­ção de sua lite­ra­tu­ra. O cine­as­ta Cacá Diegues vai con­ver­sar com o escri­tor Rodrigo Lacerda sobre Viva o povo bra­si­lei­ro, home­na­ge­an­do assim o escri­tor João Ubaldo Ribeiro. Outro gran­de autor mor­to este ano, Gabriel García Márquez, será evo­ca­do pelo mexi­ca­no Juan Villoro, que comen­ta­rá a nove­la Crônica de uma mor­te anun­ci­a­da.

Todas as ati­vi­da­des são gra­tui­tas, assim como a ser­ro­ti­nha, edi­ção espe­ci­al para a Flip da ser­ro­te, revis­ta de ensai­os do IMS que che­ga ao núme­ro 17. Desenhos de Glauber Rocha, que estão ago­ra depo­si­ta­dos no IMS, e uma repor­ta­gem sobre o pou­co conhe­ci­do perío­do de Millôr Fernandes em Portugal são atra­ções da revis­ta, com tira­gem de 5 mil exem­pla­res. 

Capa da serrotinha de 2014, com desenho de Glauber Rocha

, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,