O menino perdido e a indústria – Roberto Schwarz comenta 8 e 1/2

Cinema

02.04.12

O Instituto Moreira Salles tem promovido, através da mostra de filmes e da exposição de documentos e fotos raras Tutto Fellini, uma grande homenagem ao cineasta italiano que marcou época e se tornou um auteur idolatrado tanto pela crítica especializada como pelo público geral.  Para aprofundar a discussão, relembramos o ensaio O menino perdido e a indústria, do ensaísta Roberto Schwarz. Neste texto de 1964, Schwarz analisa 8 e 1/2, obra de tintas autobiográficas que apresenta um protagonista que circula “entre o presente, a memória e a fantasia”.

, , ,