Recursos para pessoas com deficiência visual

Em cartaz

11.08.15

Dando mais um pas­so em bus­ca da aces­si­bi­li­da­de total, o IMS põe novos recur­sos à dis­po­si­ção de pes­so­as com defi­ci­ên­cia visu­al. Quem pas­seia pela casa que é a sede do IMS-RJ con­ta ago­ra com um ser­vi­ço de audi­o­des­cri­ção. Há infor­ma­ções sobre o pro­je­to do arqui­te­to Olavo Redig de Campos e sobre os jar­dins pla­ne­ja­dos por Burle Marx.

Para a expo­si­ção Rio: Primeiras poses, que reú­ne foto­gra­fi­as do Rio de Janeiro entre 1840 e 1930, foram cri­a­das cin­co pran­chas por­tá­teis de rele­vo. Explora-se com o tato algu­mas pai­sa­gens e cons­tru­ções retra­ta­das nas ima­gens. As legen­das, tra­zen­do dados como o nome do fotó­gra­fo, estão em brai­le.

 

Prancha de relevo da exposição Rio: Primeiras poses. Fotografia de Cristina Zappa

 

Funcionários e edu­ca­do­res do IMS par­ti­ci­pa­ram de um cur­so de capa­ci­ta­ção para rece­ber pes­so­as com defi­ci­ên­cia visu­al. O cur­so foi dado por João Kulcsár, que desen­vol­ve pro­je­tos no Brasil e no exte­ri­or mes­clan­do foto­gra­fia e edu­ca­ção. Foi cura­dor de expo­si­ções de fotó­gra­fos impor­tan­tes como Claudia Andujar, Maureen Bisilliat, Thomaz Farkas e Cristiano Mascaro, e de outras fora do país.

O visi­tan­te que dese­jar ter aces­so às pran­chas ou aos audi­o­gui­as pode diri­gir-se à recep­ção do IMS-RJ. Os mate­ri­ais são ofe­re­ci­dos gra­tui­ta­men­te e, nes­te momen­to, ape­nas em por­tu­guês. Outra pos­si­bi­li­da­de é soli­ci­tar o acom­pa­nha­men­to de um inte­gran­te da equi­pe para fazer a des­cri­ção das expo­si­ções. Para um aten­di­men­to mais dire­ci­o­na­do, os inte­res­sa­dos pode­rão fazer um agen­da­men­to com a equi­pe de edu­ca­do­res do IMS-Educa. Mais infor­ma­ções atra­vés do email educativo.rj@ims.com.br

O IMS-RJ tem pro­cu­ra­do faci­li­tar o aces­so de todas as pes­so­as às suas gale­ri­as, e por isso con­ta com dois ele­va­do­res que levam à Galeria Marc Ferrez, onde está Rio: Primeiras poses, e à Pequena Galeria, que rece­be Rio, papel e lápis.

 


Pranchas de relevo da exposição Rio: Primeiras poses

 

Em rela­ção a gui­as para visi­tan­tes em geral, há tablets dis­po­ní­veis na recep­ção com infor­ma­ções sobre a casa e sobre as expo­si­ções, como Claudia Andujar: no lugar do outro.

 

 

, , , ,