Equipe IMS

Crônica da demolição

Eduardo Ades

10.05.17

A história do Palácio Monroe é relativamente conhecida por todos que se interessam pela história do Rio de Janeiro ou por arquitetura. Eu me lembro de, criança, minha mãe me apontar a praça vazia e contar que ali existia um palácio. Acontece que, tanto para mim, como para a maioria das pessoas que conhece o caso, o Palácio Monroe faz parte das mitologias da cidade. A gente sabe que existiu esse prédio e que nenhuma explicação satisfatória foi dada para a sua demolição - e seguimos assim.

Arquitetura de ruas e sonhos

Equipe IMS

28.07.16

De um lado, a arquitetura urbana, concreta, revelada em conjuntos de casas, fábricas, detalhes de fachadas e interiores. De outro, a arquitetura de sonhos que ganham forma em delicadas vitrines, tecidos e rendas de vestidos de casamento. Em comum, o olhar aguçado da fotógrafa Dulce Soares sobre duas áreas de São Paulo.

Rio real e imaginário

Equipe IMS

30.05.16

O Rio de Janeiro é a estrela de imagináRio, um projeto da Rice University, no Texas (EUA): um atlas interativo que apresenta a evolução da cidade ao longo de toda a sua história, de 1500 a 2016. Representações do espaço urbano por artistas e arquitetos, mapas históricos e uma rica iconografia reunida a partir de diversas fontes trabalham juntos para mostrar em detalhes como a capital fluminense se tornou uma das cidades mais complexas do planeta.

Resposta à crítica sobre o Brasil na Bienal de Veneza

André Corrêa do Lago

22.12.14

Curador do pavilhão brasileiro na Bienal de Arquitetura de Veneza, André Corrêa do Lago explica suas escolhas e contesta restrições feitas ao seu trabalho por Ana Luiza Nobre no Blog do IMS.

Serra: desenho-espaço

Ana Luiza Nobre

23.07.14

A exposição Richard Serra: desenhos na casa da Gávea é bem mais do que uma mostra de desenhos de um dos maiores artistas contemporâneos. Ela envolveu uma redefinição profunda do espaço arquitetônico da casa que é sede do IMS-RJ. Serra já disse: "A maioria dos arquitetos hoje em dia não está preocupada com o espaço, mas com a pele, a superfície. Há pouca invenção em termos de estrutura. O edifício básico é projetado por um engenheiro, e os arquitetos acrescentam várias camadas".

Lelé: condição-limite

Ana Luiza Nobre

25.05.14

O arquiteto João Filgueiras Lima, o Lelé, morreu no último dia 21 deixando uma obra sem paralelos no Brasil e no mundo. Chegou aos pré-moldados por conta de sua experiência na construção de Brasília, ocorrida sob pressões variadas. Buscando a produção em série num ambiente cultural resistente à racionalização da construção, ele empreendeu uma investigação constante, com um trabalho sendo a preparação do seguinte.

“Desentendimento”: Ruy Ohtake e Márcio Thomaz Bastos respondem a críticas

Equipe IMS

11.08.11

Segue abaixo a reprodução de carta enviada por Ruy Ohtake e Márcio Thomaz Bastos nesta semana ao IMS. Ambos respondem a declarações feitas no debate promovido pelo site da revista serrote em torno da obra de Oscar Niemeyer. A conversa foi filmada, editada e publicada na seção "Desentendimento" no mês passado. O evento reuniu os arquitetos Guilherme Wisnik e Pedro Fiori Arantes e teve mediação de Fernando Serapião.