Equipe IMS

Boa música em casa nova

Luiz Fernando Vianna

13.03.17

Se alguém perguntar o que move a Rádio Batuta, a resposta pode soar presunçosa, mas é simples: tocar boa música. Significa música feita com inteligência e sem obsessões comerciais. É também como a Batuta procura agir desde que foi criada pelo IMS, em 2010. Esse perfil será reforçado a partir da tarde do dia 15, quando entrará no ar o nosso site reformulado – mas com o mesmo endereço: radiobatuta.com.br.

Um maxixe nos Estados Unidos – A incrível história de “Dengoso” (parte III)

Alexandre Dias

16.07.12

Não existe um manuscrito autógrafo de Dengoso no espólio de Nazareth e o próprio compositor nunca a incluiu em nenhuma de suas listagens manuscritas. Então por que a atribuímos a Nazareth? Listo abaixo as principais evidências.

Um maxixe nos Estados Unidos – A incrível história de “Dengoso” (parte II)

Alexandre Dias

02.07.12

Após 1914 o sucesso do maxixe no exterior caiu abruptamente, passando a receber poucas novas edições e gravações, sendo possível que a 1ª Guerra Mundial tenha influenciado nesta queda. Porém, a partir de 1932, começam a surgir algumas re-edições da música, que passa a aparecer frequentemente sob o título de Dengoza.

Um maxixe nos Estados Unidos – A incrível história de “Dengoso” (parte I)

Alexandre Dias

25.06.12

Antes de "Garota de Ipanema" e "Tico-Tico no Fubá", o primeiro sucesso brasileiro no exterior foi o maxixe "Dengoso", de Ernesto Nazareth.

O laço de Nazareth

Alexandre Dias

30.05.12

O que define o estilo de um artista? Em alguns casos especiais, existem "marcas registradas", indissociáveis de seu estilo, como as oitavas cromáticas opostas de Franz Liszt, as bandeirinhas de Alfredo Volpi, ou os vidros coloridos esculpidos de Dale Chihuly. Ernesto Nazareth também possui várias marcas que fazem seu estilo único, sejam de caráter rítmico, harmônico, melódico, ou mesmo relacionadas à sua apurada técnica pianística.

Ernesto Nazareth: documentários nazarethianos e vídeos históricos

Alexandre Dias

23.05.12

No post de hoje vamos conhecer os documentários que já foram feitos sobre Ernesto Nazareth, como o de 2004, da Sesc TV (STV). Trata-se de um excelente documentário de 43 min sobre Ernesto Nazareth. Produzido por Jefferson Cardoso, com roteiro, pesquisa e direção artística de Dimas de Oliveira Júnior. Nele encontramos depoimentos do biógrafo e herdeiro Luiz Antonio de Almeida, dos intérpretes Eudóxia de Barros, Maria Teresa Madeira, Yuka Shimizu (pianista japonesa que se mudou para o Brasil para estudar a música de Nazareth), do compositor Osvaldo Lacerda, e também de Ricardo Cravo Albin, Reynaldo Tavares, Fernando Faro e Maricenne Costa.

Ernesto Nazareth – Querido por todos (parte 3): no imaginário musical

Alexandre Dias

15.05.12

No primeiro e segundo posts desta breve trilogia vimos as músicas dedicadas a Nazareth no meio erudito e no meio popular. Hoje veremos outros tipos de homenagem, músicas que citam apenas brevemente seu nome ou sua música, mas que contribuem para sua perpetuação no imaginário musical.

Ernesto Nazareth – Querido por todos (parte 2): para além das rodas de choro

Alexandre Dias

08.05.12

Em sua famosa palestra em homenagem a Ernesto Nazareth em 1926, Mário de Andrade afirmou que "o compositor teve a glória de ser tão familiar na pátria inteirinha, que todos falavam ?o Nazaré', que nem se trata um primo, um sobrinho e os amigos do nosso coração."

Ernesto Nazareth – Querido por todos (parte 1): nas salas de concerto

Alexandre Dias

02.05.12

Como medir o legado da obra de um compositor? Uma das maneiras é analisando o reconhecimento que teve por seus pares. Ernesto Nazareth possui a rara qualidade de ser amplamente apreciado tanto pelos músicos da esfera erudita quanto pelos músicos da esfera popular.

Escute a discografia completa de Ernesto Nazareth

Equipe IMS

25.04.12

O Brasil agora pode se orgulhar em dizer que Ernesto Nazareth é o primeiro compositor no mundo a ter sua discografia completa disponibilizada online. Lá vocês encontrarão as primeiras gravações em 78-RPM feitas na primeira década de século XX pela lendária Casa Edison, com bandas militares e alguns dos primeiros regionais de choro, passando por gravações do próprio Nazareth, a explosão que foi sua música em 1914 nos EUA e Paris, o período de transição na década de 1940 com influências americanas, os primeiros LPs antológicos na década de 1950 e muito mais.