Equipe IMS

Renoir, amigo dos homens

José Geraldo Couto

03.02.17

Uma obra única e essencial, de encanto perene, está quase completa na grande retrospectiva A vida lá fora: o cinema de Jean Renoir, destacando aquilo que lhe perpassa e unifica: o infinito interesse por indivíduos concretos, imperfeitos, contraditórios, mais do que por ideias abstratas, enredos dramáticos ou grandes construções estéticas. Descendo vários degraus na escala de grandeza do cinema, entram em cartaz dois filmes norte-americanos candidatos ao Oscar e ambientados no mesmo período: o início da década de 1960.

A alegria de dizer “não”

José Geraldo Couto

28.12.12

O que há de mais interessante em No, de Pablo Larraín, é seu caráter ambivalente, tanto em termos políticos como estéticos. Há, por um lado, um aspecto bastante convencional no filme, que é o de sobrepor a trajetória do herói individual às contingências da história. Por outro lado, é uma obra politicamente fecunda por escancarar um processo que vem se espalhando pelo mundo afora nas últimas décadas, a saber: o esvaziamento da discussão política, substituída pelo primado do marketing.