Por Dentro dos Acervos

“Eis o brasileiro!”

Equipe IMS

03.10.17

Com a retórica delirante de sempre, Nelson Rodrigues cultivou o hábito de festejar em seus artigos a personalidade de Walther Moreira Salles, “o último gentil-homem do Brasil”.

Decio, 100 anos

Elvia Bezerra

21.08.17

Elvia Bezerra apresenta um perfil do crítico teatral e ensaísta Decio de Almeida Prado, cujo centenário de nascimento se completou em agosto de 2017.

O Brasil de Gautherot

Mànya Millen

10.07.17

Marcel Gautherot nasceu num 14 de julho, bem no coração de Paris. Mais francês, impossível. Foi no Brasil, porém, que construiu toda sua trajetória, revelando o país por inteiro. (Mànya Millen)

O anfitrião de Chichico

Elvia Bezerra

24.05.17

No hall da exposição Chichico Alkmim, fotógrafo, o visitante se detém diante do jovem ao lado de uma mesa, onde deixou o chapéu. Como passar adiante ignorando sua mansa altivez? (Elvia Bezerra)

Servo da linha elegante

Mànya Millen

24.03.17

Cartunista, caricaturista, chargista e ilustrador, J. Carlos botou sua arte a serviço da notícia e da crônica visual em 49 anos de trabalho, quase todos em redações de jornais e revistas. (Mànya Millen)

Manda descer pra ver

Mànya Millen

15.03.17

Marca registrada do carnaval baiano, o afoxé Filhos de Gandhi aparece em pelo menos três acervos do IMS, como neste ensaio em preto e branco de Marcel Gautherot produzido no início de 1960.

Patrono dos cinco biomas

Mànya Millen

07.02.17

O alemão Carl Friedrich Philipp von Martius voltou para a Europa em 1820, deixando como legado o que ainda hoje é considerado o maior levantamento da flora brasileira.

Tradição e religiosidade

Equipe IMS

11.01.17

A fartura de personagens, cantorias, danças e ritos para lembrar a Folia de Reis sempre fez a alegria de fotógrafos, como Marcel Gautherot e Maureen Bisilliat, que registraram a festa.

Entre etéreo e humano

Mànya Millen

12.12.16

Otto Stupakoff rodou o mundo, viveu o mundo, absorveu o mundo e o registrou sob diversos ângulos. O fotógrafo foi um mundo inteiro, em busca de toda forma de arte. (Mànya Millen)

Acervo vivo

Mànya Millen

16.11.16

A obra de Rachel de Queiroz começa a ser reeditada com O Quinze, seu romance de estreia, de 1930. Para esta 104ª edição, o acervo da escritora, sob guarda do IMS, foi fundamental. (Mànya Millen)