serrote

Detalhe na paisagem

Equipe IMS

03.10.17

Retirar-se da cidade é, para toda uma linhagem de poetas, mais do que afrontar os excessos de civilização. O que nasce no campo é um outro “eu”, explica Leonardo Fróes.

Um corpo negro

Equipe IMS

21.08.17

Em 1951 James Baldwin foi o primeiro negro a pisar em num vilarejo suíço, o que rendeu o ensaio “O estranho no vilarejo”. Seis décadas depois, Teju Cole (foto) refez a viagem.

Esse cabelo

Equipe IMS

23.06.17

"A história do meu cabelo crespo intersecta a história de pelo menos dois países e da relação entre continentes: uma geopolítica". Da escritora angolana Djaimilia Pereira de Almeida, que estará na Flip 2017.

Paratodos, …

Equipe IMS

24.05.17

Os Racionais MC’s são o ponto cego na inclusão do rap pela tradição da MPB, que já acolheu Emicida e Criolo. (Ricardo Teperman)

Sociedade: campo de batalha

Guilherme Freitas

18.04.17

A sobreposição da política por valores morais divide o Brasil em guerras culturais que põem em questão conceitos básicos como família, educação e direitos humanos. (Guilherme Freitas)

serrote 25

Guilherme Freitas

15.03.17

Neste março as livrarias recebem a nova edição da revista de ensaios do IMS. Dentre os destaques, ensaios de George Steiner, Megan Marshall, Guilherme Freitas, João Bandeira e outros.

O escritor como leitor

Equipe IMS

11.01.17

Witold Gombrowicz fez dos anos vividos em Buenos Aires um marco secreto na história da crítica cultural. Leia ensaio de Ricardo Piglia (foto), morto na última sexta-feira, publicado na serrote 21.

Brasil trágico

Equipe IMS

12.12.16

Na estreia de Resenhas no site da serrote, Guilherme Freitas escreve sobre Breviário do Brasil, que reúne textos da portuguesa Agustina Bessa-Luís sobre suas viagens pelo país.

Anônimo, vanguarda, imperceptível

Equipe IMS

16.11.16

Um aperitivo da serrote #24, em breve nas livrarias: A crise da democracia e da representação impulsiona o ativismo de código aberto, que prescinde de lideranças explicitamente identificadas ou estruturadas. (Rodrigo Nunes)

Literatura de esquerda

Fabio Montarroios

26.09.16

Por uma literatura que não pense em público, crítica, circulação, posteridade, tese de doutorado, sociologia da recepção, contracapa, tapinha no ombro. (Damián Tabarovsky)