Daniel Pellizzari

Sororidad

Daniel Pellizzari

03.05.18

Por um balaio de motivos, dos práticos aos patológicos, escrevo ficção muito devagar. Essa lentidão acabou transformando o que seria meu novo romance em um livro com três narrativas independentes. A primeira se chama Sororidad e narra as histórias entrecruzadas de uma mulher com disforia de espécie – nasceu humana, mas se identifica como cabra – e de um grupo de argentinas que, ao serem abandonadas nas estradas do Rio Grande do Sul, se unem para criar uma comunidade rural isolada do resto do mundo.

Suspense ao sul

José Geraldo Couto

16.09.16

Por um feliz acaso, estão chegando aos cinemas praticamente ao mesmo tempo dois filmes de suspense de cineastas brasileiros da nova geração, Mate-me por favor O silêncio do céu. Por vias diferentes, eles arejam e revitalizam esse gênero tão pouco cultivado entre nós. A boa notícia é que ambos são ótimos.  

Hitchcock e o vértice do cinema

José Geraldo Couto

06.12.13

Para José Geraldo Couto, o melhor filme entrando em cartaz hoje vem da Hollywood de 50 anos atrás: a cópia nova de Um corpo que cai, de Alfred Hitchcock, um "filme inesgotável" repleto de "passagens extraordinárias". Saindo de cartaz, um filme uruguaio imperdível: o "irônico e amargo" Artigas - La Redota, de Cesar Charlone.