José Geraldo Couto

Os grandes sóis violentos

José Geraldo Couto

27.04.17

“O sonho acabou; quem não dormiu no sleeping-bag nem sequer sonhou.” A frase da canção de Gilberto Gil talvez seja uma maneira de resumir em poucas palavras o espírito de No intenso agora. Qualquer descrição ou sinopse será empobrecedora e ilusória, inclusive esta: o documentário de João Moreira Salles, exibido no Rio e em São Paulo no festival É Tudo Verdade, organiza e discute imagens filmadas na China maoísta de 1966, na França de maio de 1968, na Tchecoslováquia da Primavera de Praga e no Brasil da ditadura militar.

Os filmes de abril

Equipe IMS

29.03.17

Fique por dentro da programação completa para abril da Sala José Carlos Avellar, o cinema do Instituto Moreira Salles do Rio de Janeiro, com datas e horários das exibições e instruções para compra de ingressos. Além da retrospectiva de João Pedro Rodrigues, um dos destaques é Martírio (foto), de Vincent Carelli.

Comunicar o incomum

Equipe IMS

30.01.17

Qual o sentido da vida? A pergunta que todo ser humano se faz, pelo menos uma vez ao longo de sua existência, não tem uma única resposta. Se é que comporta alguma resposta. Foi a partir desta indagação, contudo, que o diretor Carlos Nader começou a filmar, em 1995, o documentário Homem comum (2014), novo título da coleção de DVDs do IMS. Durante quase 20 anos Nader acompanhou o caminheiro paranaense Nilson de Paula, registrando suas viagens e a vida em família, e compôs um retrato ao mesmo tempo particular e universal do cotidiano corriqueiro atravessado pela proposição de uma questão metafísica, grandiosa, e nunca resolvida.

Orson Welles, o desmesurado

José Geraldo Couto

30.12.15

A Versátil lançou duas caixas com filmes de Orson Welles. É impossível dissociar o cinema de Welles da figura de seu realizador: ambos brilhantes, desmesurados, incômodos, indomáveis. Toda a sua filmografia, desde Cidadão Kane (1941), pode ser vista como variações em torno do tema da grandeza e da fragilidade humanas, do caráter vão da riqueza, da fugacidade do poder.

Galhos secos e inteligência vigorosa

Eduardo Escorel

09.04.14

Dia 10 de abril, às 19h30, o IMS-RJ exibirá o filme "Posfácio: imagens do inconsciente" seguido de debate com o cineasta Eduardo Escorel, responsável pela montagem do filme, Walter Melo e Luiz Mello, com mediação de José Carlos Avellar, coordenador de cinema do IMS. Assista a fragmentos do filme e leia um texto de Eduardo Escorel sobre o trabalho, baseado em entrevista de Nise da Silveira a Leon Hirszman, e complementar à trilogia de documentários "Imagens do inconsciente".